Sábado, 1 de Março de 2008

Pequena Reflexão

 

O nosso trabalho, realizado no âmbito de Área de Projecto, tem incidido na reflexão sobre a cidade em que vivemos e na qualidade de vida dos seus cidadãos, detectando os pontos fortes. Procedemos igualmente à apresentação de sugestões que melhorassem certos aspectos que constatámos serem negativos. A criatividade é um dos lados da vida mais enriquecedores e importantes; assim, pensamos que uma forma de desenvolver a cidade passa pela dinamização da nossa escola. Realizamos várias actividades, como a venda de castanhas, a propósito do S. Martinho, uma feira do livro, a exposição de um cartaz cultural e de um top-ten de livros, autorizado pela Bertrand, uma aula de dança, um inquérito à população, etc. Tencionamos ainda realizar outros projectos, como a organização da gala de finalistas e a exibição de filmes no recinto escolar, uma mostra de talentos por parte dos alunos, entre outras actividades. As nossas reflexões conduziram-nos ao seguinte:

  • Ao nível de oferta desportiva, têm sido feitos esforços com o sentido de divulgar a prática de desporto o Futebol Clube Barreirense tem apostado na dinamização activa do basquetebol, desde a formação de atletas, passando pela motivação das camadas jovens para este desporto, tão desenvolvido no Barreiro, até à divulgação da cidade, que fica assim projectada.
  • No que toca à secção de turismo, acreditamos que este necessita de pontos atractivos no âmbito sociocultural, especialmente porque os centros históricos do Barreiro estão esquecidos e degradados sem qualquer dinamização ou divulgação.

  • No âmbito cultural e de lazer, o Barreiro conta com espaços ao ar livre, como o Parque Catarina Eufémia, a Mata da Machada, a Avenida da Praia, o Parque da Cidade (inaugurado no ano de 2000, tem áreas próprias para a prática de desporto e de actividades extra-domésticas, incluindo courts de ténis, pistas de skate e paredes de escalada e cafetarias). Neste, encontra-se uma das mais recentes ofertas culturais do concelho, o Auditório Municipal Augusto Cabrita, que oferece aos cidadãos exibições de teatro, cinema e exposições. A companhia de teatro da cidade “Arte Viva” também tem sido relevante para a cultura, apresentando peças de qualidade reconhecida, ao longo de 28 anos.

  • A respeito do sector da indústria e dos serviços, o Barreiro carece de qualidade e variedade, não satisfazendo as necessidades gerais. Uma grande percentagem da população vê-se obrigada a deslocar-se a outras cidades, como Montijo, Almada e Lisboa, para colmatar as suas necessidades básicas de aquisição. No entanto, é de referir que um futuro Fórum Barreiro, com abertura prevista para o final de 2008, irá, não só trazer 3000 postos de trabalho, mas também dinamizar e requalificar a cidade.

  • Em suma, acreditamos que as novas gerações devem apoiar as suas cidades e o nosso grupo não é excepção. Devemos trabalhar para incitar melhorias e, como tal, esperamos que a nossa reflexão não seja em vão e que tenha algum efeito ao ser divulgada. É sempre tempo de auxiliar a nossa cidade e já Fernando Pessoa dizia: “É a hora!”.

 

 

Actividade proposta pela organização do CCC

sentimo-nos:
publicado por impressoesabeiratejo às 13:42
link do post | comentar | favorito

.mais sobre nós

.pesquisar

 

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Cartaz Cultural (Janeiro ...

. D.B. «Fotografar o Barrei...

. Cartaz Cultural de Fevere...

. D.B. «Cartaz Cultural»

. Pequena Reflexão

. D.B. «Uma aula só de refl...

. D.B. «Uma aula só de refl...

.arquivos

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds